fybwhTG7 (1)
O: Eu achei interessante que você costuma escrever no violão e então meio que incrementa mais tarde. Você sabe como você quer som, ou leva uma nova vida quando ele vai para a banda completa?
T: Composição é uma coisa estranha para mim. É uma imagem inteira. Começa com uma ideia, que pode ser muito simples ou muito pequena. Mas toda a produção que tenho na minha cabeça. Eu sei o que é suposto para ser e onde vai. Nada é realmente por acaso. A parte mais difícil é conseguir o que você está ouvindo em sua cabeça e colocar tudo na fita.
O: Você mencionou estar ansiosa para o próximo álbum. Você ainda está escrevendo?
T:  Eu sempre estou escrevendo. Essa é a coisa sobre a escrita: você sempre está ouvindo ou olhando. Estou sempre anotando coisas e gravando áudios. Eu não mergulho no coração disso. Vem quando você está sozinho e por si mesmo. Mas uma vez que este ciclo de turnê nos envolve, nós pegamos pesado para ele.
O: Você tem 21 anos, e você faz música que mulheres com mais de 21 anos de idade provavelmente não fariam.
T: Talvez. Eu não encaro pelos mercados. Eu tento escrever boas músicas. Os Beatles é onde tudo decorre para mim. É por isso que eu faço isso. Quer dizer, nós não somos os Beatles. Ainda temos um caminho a percorrer. O objetivo é fazer algo que você ama, e quando estou escrevendo e gravando discos, faço isso porque eu amo isso.
O: Muitos fãs têm tatuagens de seu logotipo ou letras das músicas. Você é deslumbrada com isso?
T: Eu sou absolutamente. Eu não tenho tatuagens. Isso é um compromisso enorme.
Tradução: Taylor Momsen Brasil

Escrito por Lívia Lino | 7/03/2015 | Categorias: Entrevistas
334 visualizações

Nenhum comentário em “[ENTREVISTA] Taylor Momsen para o site Omaha”


Comentar