tumblr_nmm6c2jvef1sp1xu6o4_1280

Ao longo dos últimos cinco anos, Lzzy Hale e Taylor Momsen tornaram-se duas das vozes femininas mais conhecidas e dinâmicas hard rock, quebrando barreiras do gênero dominado pelos homens com as suas respectivas bandas, Halestorm e The Pretty Reckless. Então, elas devem totalmente desprezar uns aos outros, certo? Um DJ da rádio West Virginia pensava assim no início deste ano e perguntou a Hale sobre isso, fazendo com que a cantora risse.

“Honestamente, Taylor e eu não sabemos o suficiente sobre uma a outra para que nos odiarmos ainda”, diz Hale para Rolling Stone. “Então, nós vamos trabalhar nisso para você.” Momsen ri.

A partir de hoje, Halestorm e The Pretty Reckless estão embarcando em uma turnê de um mês juntos, então Rolling Stone forneceu um tempo para as mulheres partilharem a sua primeira vez de pleno direito de conversa . Hale está em casa em “sunny Nashville”, onde sua banda gravou seu terceiro LP lançado recentemente, Into the Wild Life – uma mistura de hinos-batendo punho como baladas single “apocalíptico” e de alimentação. Enquanto isso, a ex-atriz de Gossip Girl, Taylor Momsen está em Nova Inglaterra tendo um intervalo de ensaiar com seu grupo, o que gerou seu segundo álbum, Going To Hell, no ano passado, e é bem conhecida por polêmicas como trazer fãs do sexo feminino no palco para se despir.

“Você tem-nos agora”, diz Hale, “e agora você está presa com a gente, então …”

“Cuidado com o que deseja”, Momsen retruca.

É um bom momento para as bandas, já que ambas estão comemorando. No ano passado, as duas bandas ganharam o primeiro lugar na Mainstream Rock Songs da Billboard (“Follow Me Down” da The Pretty Reckless é atualmente #1), tornando-as as primeiras do sexo feminino para fazê-lo desde 1990, quando Alanna Myles ‘”Black Velvet” foi um sucesso.

“Eu tenho vontade de fazer uma turnê com The Pretty Reckless por um longo tempo”, diz Hale. “Eu sou apenas super feliz por conhecê-la, Taylor, e, eu vou ser, assim, a menina fã do lado do palco, balançando em conjunto”

“Estou super empolgado para a turnê”, diz Momsen. “Eu não posso esperar para ver o seu show todas as noites.”

Por todas as contas, tudo está começando de forma amigável o suficiente.

ROLLING STONES: O que vocês acham da “rivalidade” entre vocês duas?
Lzzy Hale: Todo mundo sempre acha que porque somos duas garotas, de alguma forma devemos ser maliciosas e odiarmos umas as outras, e nunca é o caso. Talvez todo mundo seja realmente muito ansioso e querem ver dois filhotes lutarem. Com toda a honestidade honestidade – e Taylor provavelmente concordaria, já que você é geralmente a única menina no projeto de lei – já vimos mais lutas entre caras [risos].
Taylor Momsen: Isso é definitivamente verdadeiro. As mulheres tendem a serem um pouco mais relaxadas.

RS: Por favor, descreva uma “bitch luta cara.”
Hale: Eu me lembro de uma turnê com duas bandas liderada por homens, e eles tiveram uma briga sobre quem poderia usar o banheiro primeiro.
Momsen: Quando você está em turnê, você está trabalhando a partir do momento que você acorda até o momento em que você tem para a cama. Às vezes, você faz-se do drama divertido, porque ele pode ficar um pouco chato, mas isso é tudo diversão.
Hale: É aí que nós estamos procurando encrenca [risos]. Só porque, “na noite de terça, vamos fazer algo incrível” [risos].

RS: Taylor, você disse que você tem uma regra “sem brincadeiras físicas” na estrada. O que motivou isso?
Momsen: Tudo começou depois que um dos membros da banda se assustou e deixou uma turnê [risos]. Mesmo que não vamos fazer brincadeiras físicas agora, surra emocional, verbal é totalmente aceitável. Isso pode ficar muito bruto e realmente brutal, mas ele é super engraçado e todos nós sabemos que é concebido como uma brincadeira. Mas não há uma punheta em bebidas ou qualquer coisa assim [risos] das pessoas.
Hale: Bem, isso é bom saber [risos].
Momsen: A regra não há brincadeiras físicas não se aplica a outras bandas, contudo [risos].

RS: Espere, você vai aprontar com outras bandas?
Momsen: Nós vamos fazer brincadeiras físicas com outras bandas, apenas sem brincadeiras físicas entre nós [risos].

RS: Por favor, descreva uma brincadeira física que você fez com outra banda.
Momsen: Uh, não, cara. O que se passa na estrada, fica na estrada. E, você sabe, é um pouco ilegal. Você não quer essa merda na imprensa.
Hale: Isso é incrível.

RS: Falando em diversão, o novo álbum do Halestorm é intitulado Into the Wild Life. Então eu queria saber, quão selvagem é a vida na estrada? Taylor, você ainda está acolhendo os fãs no palco?
Momsen: Eu tive que parar com isso porque ficou um pouco perigoso. Saiu muito fora de controle e começaram a ficar um pouco violentas [risos]. Por isso, foi limitado. Quem sabe se nós vamos trazê-lo de volta no futuro, uma vez que tenhamos mais segurança, mas por agora, não.

RS: O que você quer dizer com “ficou um pouco violenta”?
Momsen: Eu tive meu cabelo arrancado [risos] e, literalmente, eu fui abusada sexualmente de maneira desagradável. Foi um pouco agressivo demais para o meu gosto. Uma das meninas literalmente [veio para mim] e ela tinha realmente boa pontaria – deixe-me colocar dessa maneira – ela tinha realmente boa pontaria com a mão. Isso ficou um pouco intenso demais para o meu gosto, e eu gosto do meu cabelo. Eu realmente não quero que tirem meu couro cabeludo. É rock & roll, eu sei, mas quero um pouco de cabelo no final da turnê. Foi divertido no começo e depois ficou muito intenso.

RS: Taylor, Going To Hell saiu cerca de um ano atrás. Já começou a trabalhar em novas músicas?
Momsen:
Eu estou sempre escrevendo. É uma espécie de maldição: Você nunca para. Mas eu preciso de isolamento para escrever. Assim, a matéria-prima real vem quando estou fora da estrada. Você realmente não tem qualquer tempo sozinho em turnê, você vive em um ônibus com pessoas. Estamos realmente animados para terminar o ciclo desse recorde. Nós estivemos em turnê por cerca de dois anos e agora estamos realmente ansiosos para mergulhar no novo álbum.

RS: Qual é a melhor maneira de manter a sanidade na estrada?
Momsen: Eu não sei. Eu não tenho essa resposta ainda. Eu não vou sentar aqui e dizer que eu estou sã. A única coisa é apenas para manter o foco sobre o show, porque você está lá para isso. Isso é “sã.”

RS: Portanto, agora que você finalmente se falaram, vocês duas estão prontas para sair em turnê juntas?
Hale: A partir dessa conversa – conhecê-la um pouco melhor, Taylor – que me deixa ainda mais animada.
Momsen: Vai ser ótimo.

TRADUÇÃO: Taylor Momsen Brasil

Escrito por Lívia Lino | 23/04/2015 | Categorias: Entrevistas
539 visualizações

Nenhum comentário em “[ENTREVISTA] Taylor Momsen para Rolling Stone”


Comentar